domingo, janeiro 31, 2010

Death Magnetic Tour 30/01

Fazia onze anos que o Metallica não aparecia aqui pelo Brasil, e a espera valeu e muito !!!
Me mandei com um amigo para São Paulo no sábado pela manhã desembarcando no aeroporto de congonhas por volta das 11:30, lá me encontrei com outro amigo que trabalhou comigo aqui no rio e mora em São Paulo, depois de alguns chopps e de conhecer um pouco dos barzinhos típicos de SP nos mandamos para o Morumbi chegando lá por volta das 17:30 e de cara percebemos que o show estaria lotado, pois era fã de Metallica em tudo quanto era lugar da cidade.
Na entrada do estádio do Morumbi estava dando um tempo com os amigos quando aconteceu aquele típico lance de sorte (tipo estar no lugar certo na hora certa), chegou uns policiais pedindo para abrirmos caminho que entraria alguns carros por aquele portão, fiquei parado esperando os carros entrarem quando percebo que os passageiros dos carros eram nada mais nada menos que a Banda !! de cara no vejo Lars Ulrich e no segundo carro o James Hetfield, como aconteceu tudo muito rápido acabei não conseguindo tirar foto.
Já dentro do estádio agora era esperar o show, por volta das 20:00 o Sepultura entra para realizar o show de abertura, o show durou por volta de uma hora e foi Ok. com um bom set list com direito a "Territory", "Refuse/resist", "Roots Bloody Roots", "Dead Embronicy Cells" e outras mais antigas como "Inner Self". Concordo que o Derick canta bem pra cacete e que a banda continua afinada, porem é difícil olhar para o palco e não ver nem o Max nem o Igor, Principalmente no meu caso que curto a banda desde Arise.
Eram 21:40 quando o telão começou a apresentar um vídeo de "The Good, the Bad and the Ugly" o famoso faroeste de Clint Eastwood, após o rápido vídeo vieram o os primeiros acordes de "Creeping Death" levando o publico ao delírio e logo em seguida mandaram "For Whorm The Bells Tolls" com todo o estádio (incluindo esse que lhes escreve ) cantando junto com James Hetfield. A sequencia do show teve clássicos e vez por outra músicas do ultimo álbum Death Magnetic, é importante dizer também que a banda estava em total sintonia com o publico, James conversava bastante com o publico. Para mim os melhores momentos do Show alem da abertura foram: "The Day That Never Comes", "Sad But True", "One" ( com direito a fogos), "Master of Puppets" (nessa hora eu fiquei tão rouco que quase perdi a voz), "Enter Sandman" e o Bis com "Stone Cold Crazy" (Queen), "Motorbreath" e o grande final com "Seek and Destroy". Eu já tinha visto o show deles em 99 aqui no Rio, porem achei esse de agora muito melhor.


Abaixo segue o set list completo:
Creeping Death
For Whom the Bell Tolls
The Four Horsemen
Harvester of Sorrow
Fade to Black
That Was Just Your Life
The Day That Never Comes
Sad But True
Broken, Beat &Scarred
One
Master of Puppets
Blackened
Nothing Else Matters
Enter Sandman

BIS
Stone Cold Crazy (Queen)
Motorbreath
Seek and Destroy


Ps.: Acima algumas fotos no meu celular.
Ps2: Com certeza se tivesse tido o show no Rio iria encher, prova disso foi o grande numero de cariocas que estavam no show.

sexta-feira, janeiro 29, 2010

Tá Chegando


Amanhã o Metallica chegará a São Paulo com a sua recente turnê mundial, como ele não puderam vir aqui ao Rio eu terei que ir a SP assistir ao show que promete muito !!! Ontem eles passaram por Porto Alegre e mandaram um belo setlist.
Nós próximos dias conto para vocês como foi o show de São Paulo e torço para que as chuvas que que vem caindo todo dia em São Paulo dêem uma trégua.

segunda-feira, janeiro 25, 2010

San Dunn

San Dunn era um jovem que como muitos outros que cresceu ouvindo Heavy Metal em Toronto no Canadá, porem sua paixão pelo metal é tão grande que ele foi alem, e se formou em antropologia se tornando um dos maiores pesquisadores do gênero e sendo ainda um cineasta de alguns dos melhores documentários sobre o metal que existem.
Ele já gravou três grandes documentários:


Metal- A Headbanger's Journey (2005) que conta um pouco da historia do gênero com uma pesquisa incrível e com entrevistas com grandes nomes da cena.

Global Metal (2008) em que San viaja por diversos países mostrando a influencia e força do Metal nos jovens, na sua viajem ele inclue Brasil, Israel, China entre outros países.

Iron Maiden: Flight 666 (2009) que retrata a recente turnê mundial da banda mostrando principalmente a influência que a banda exerce sobre os jovens de todo o mundo.

Todos esse documentários foram muito bem feitos e merecem ser vistos por qualquer fã de música, e o cara não parou por ai, no momento ele esta produzindo um documentário sobre o Rush.
Deixo a dica de para acompanharem de perto o trabalho dele, já tive a oportunidade de ver todos os documentários e realmente valem a pena.

quinta-feira, janeiro 14, 2010

Rock Na Veia Desde Cedo


Isso que é rock na veia. Esse menino de apenas 5 anos faz muito marmanjo se sentir mal. O garoto manda bem em várias músicas na bateria, entre elas Toxicity do System of a Down, vejam o vídeo:

domingo, janeiro 10, 2010

Volta do Planet e Filme


Vem circulando na internet um forte boatos sobre uma possível volta do Planet Hemp, na realidade essa volta seria apenas para alguns shows, a banda que fez historia no inicio dos anos 90 com suas letra e seus shows antológicos no Garage e Circo Voador encerrou as atividades em 2002, porem se reuniu novamente para um show em 2004 no Rio.
Também vem sendo produzido um filme com o nome de Anjos da Lapa que vai contar um pouco da historia da cena na lapa no inicio dos anos 90, e contará com a participação entre outros de Seu Jorge.
Acho boa essa volta do Planet, eu particularmente sempre achei melhor o D2 no Planet do que a carreira solo, sem contar ainda que a banda foi responsável por vários hinos do rock nacional na década de 90.

domingo, janeiro 03, 2010

CD Obrigatório: Audioslave - Audioslave (2002)



Em 2001 os ex-membros do Rage Against The Machine: Tom Morello (guitarra), Tim Commerford (baixo) e Brad Wilk (bateria) resolveram continuar as atividades (A banda havia encerrado as atividades em 2000, porem voltou em 2007) e convidaram o vocalista Chris Cornell (ex-Soundgarden) para um ensaio. A química entre a banda e o vocalista deu certo e a partir dai resolveram formar o Audioslave. A Banda começou com algumas turbulências, porem em novembro de 2002 chegou as lojas Audislave o primeiro cd da banda com o single "Cochise" fazendo um tremendo sucesso nas rádios e Mtvs de todo mundo. Logo o Audislave se tornou uma das grandes bandas do cenário com direito a participação no ozzfest e nomeação ao Grammy. Quanto ao som o vocal de Chris Cornell se encaixou perfeitamente ao som da banda, gerando um som diferente do que era feito no Rage Against The Machine, o álbum gerou ainda outros singles e grandes músicas como: "Show Me How to Live", "I Am The Highway", "Gasoline", "What You Are" e a grande "Like a Stone".

Nos anos seguintes a banda ainda lançou mais dois álbuns Out of Exile de 2005 e Revelations de 2006 e ainda um DVD gravado em Havana "Live in Cuba" tornando-se a primeira banda de hard rock americana a tocar em Cuba até encerrar as atividades em 2007, porem os dois álbuns posteriores não chegaram aos pés do álbum de estreia.

Por essas e outras deixo aqui a dica de Audislave(2002) como CD obrigatório !

sábado, janeiro 02, 2010

Feliz 2010

Um Feliz 2010 a todos que acompanham o Rock e Etc !!!